Quem eu sou

Eu escolho os sinais certos

As palavras corretas

As expressões adequadas

Para tornar evidente

Aquilo que não poderia ser visto

 

Eles são o resultado do que pensam

Eu sou o resultado do que os outros sentem

Alguns são descritos em simples narrações

E outros em diários de toda uma vida

Muitos nascem para escutar

O que poucos foram feitos para relatar

 

Portanto a definição do que sou

Não está explícita em significados banais

Está no sorriso de pessoas que nunca conheci

Nas lágrimas daqueles que nunca consolei

Nas sobrancelhas erguidas às quais nunca reparei

Está nos gestos de pessoas ao seu lado

No cerrar de punhos

No mordiscar de lábios

No estalar de dedos

 

Nunca se apóie, entretanto, em meus ombros

Eu escrevo emoções, não morais

E as emoções são falhas e estúpidas, bem como eu sou

Não espere a atitude mais audaciosa

Daquele que só se importa com a ação mais leal

 

No entanto, é tão fácil encontrar em mim

Aquele que manuseia as cordas das marionetes

Quanto compreender as sensações que eu escolho

A melancolia certa

O prazer correto

O ódio adequado

Quando você puder ver

Aquilo que não era evidente

 

Entenda que meu nome é único

Meu rosto é comum

E meus pensamentos, acima de tudo, realistas

Eu nunca serei nada além de altruísta

E então finalmente compreenderá quem eu sou

by. GabMarks

~ por GabMarks em 21 de janeiro de 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: