Veneno

É incrível como um analgésico, capaz de aliviar, acalmar e entorpecer, em doses maiores pode levar ao óbito; o limite entre o êxito e a ruína é definido pela maneira com a qual utilizamos os recursos necessários para obter qualquer um dos dois. Portanto, uma vez que humanos são falhos, buscar o que lhe faz bem implica os riscos de conseguir o resultado contrário ao propósito original. A melhor maneira de libertar-se deste sistema talvez seja abandonando os analgésicos: a dor vai permanecer, entretanto também haverá a garantia de que uma hora ela cessará, e você não precisará lidar com margens de erro! Por outro lado, passar uma vida sem arriscar nos levaria à estagnação e ao eterno questionamento sobre como poderia ser caso tentássemos, fazendo com que o próprio ato de evitar fracassar fosse nosso maior fracasso.
Em suma, evitar as coisas boas para ficar longe das ruins é uma forma de não sofrer; entretanto, viver sem coisas boas é um sofrimento equivalente a obter coisas ruins. Minha conclusão: fazer escolhas é igual comprar cereal no supermercado; o preço dos produtos é o mesmo, o que muda é o sabor.

Por: Gabo.

Anúncios

~ por GabMarks em 31 de janeiro de 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: